Prepara 2019: entenda como funciona o processo de desmineralização dos dentes

Brasil é o décimo país no ranking de consumo de refrigerante per capita. Dentista explica que açúcar deixa os dentes mais suscetíveis à cárie.

O Brasil consome em média por ano 114,6 litros de refrigerante por pessoa. Isso coloca o país entre os que mais consomem refrigerante no mundo, segundo uma pesquisa feita pela Universidade de Harward, nos Estados Unidos. O levantamento é de 2018. Veja na lista abaixo.

Países que mais consomem refrigerante por pessoa

  1. China: 410,7 litros
  2. EUA: 356,8 litros
  3. Espanha: 267,5 litros
  4. Arábia Saudita: 258,4 litros
  5. Argentina: 250,4 litros
  6. Nigéria: 233 litros
  7. Japão: 185,8 litros
  8. Reino Unido: 168,3 litros
  9. Turquia: 160,6 litros
  10. Brasil: 114,6 litros

A dentista Marina Olbertz explica que o consumo de refrigerantes pode trazer doenças bucais, além de outros problemas de saúde.

“O açúcar e o refrigerante causam uma desmineralização do esmalte dentário, o que deixa o dente mais suscetível à cárie”, comentou.

O que é a desmineralização?

A desmineralização é um processo marcado pela perda de cálcio e de outros minerais. Sem eles, a camada mais externa dos dentes, o esmalte, fica mais fraca.

A mineralização e a desmineralização são dois processos que acontecem de forma equilibrada na boca. Quando uma pessoa toma refrigerante, que tem caráter ácido, a desmineralização acontece de forma mais rápida.

A professora de química Dione Navarro, do Grupo de Estudos Igreja Imaculada Conceição, explica que a aceleração acontece por conta do açúcar, que alimenta a placa bacteriana. Na sequência, as bactérias deixam o pH bucal ácido, o que faz com que a superfície do dente perca os minerais.

“Nós vamos ter o fracionamento de íons cálcio, de ânions fósforo e mais oxidrilas que vão ser liberadas durante esse processo. Essas oxidrilas, elas poderão provocar uma reação química com o hidrogênio, que resultou da acidez provocada pelo refrigerante, fazendo com que haja um desvio à direita”, explicou.

Fórmula explica como funciona a mineralização — Foto: Arte/RPC
Fórmula explica como funciona a mineralização — Foto: Arte/RPC

E depois?

Após a ingestão de refrigerante mecanismos de defesa da saliva começam a agir na boca. Dentro de 20 a 30 minutos acontece a neutralização do pH e o dente é novamente remineralizado.

No entanto, esse processo fica mais difícil de acontecer quando há a ingestão frequente da bebida, além da falta de higienização, de acordo com a dentista Marina Olbertz.

Ingestão excessiva de refrigerante pode causar cárie — Foto: Alceu Nievola/RPC Ponta Grossa
Ingestão excessiva de refrigerante pode causar cárie — Foto: Alceu Nievola/RPC Ponta Grossa

Fonte: https://g1.globo.com/pr/campos-gerais-sul/educacao/vestiba/2019/noticia/2019/11/29/prepara-2019-entenda-como-funciona-o-processo-de-mineralizacao-dos-dentes.ghtml

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.